sábado, 14 de novembro de 2009

Frio e Gelo

Ontem risos
Hoje eu não sei.
Ontem abraços e beijos
Hoje gestos improvisados.
Ontem uma vontade acesa
Hoje discurso de lágrimas.
Ontem chamas pelo corpo
Hoje alguma coisa fria
Amanhã... Nem isso.


F.Silmes

8 comentários:

Lu Rosário disse...

Porque amanhã é outra coisa e ninguem prediz o futuro, nem mesmo o poeta..

..beijão!

Sofia Fada disse...

as coisas veem e vão.
as pessoas passam.
os sentimentos acabam.
o que fica é a lembramça, boa ou má.
e a surpresa de um futuro.

Thalita Covre disse...

O final ficou demais, Fabiano!!

Abraços e obrigada pelo comentário!
:)

Canto da Boca disse...

O que me faz pensar que a vida é transitória demais, então vamos cuidar em sermos felizes!

Obrigada pela gentil visita, quando quiseres, o Canto é seu, à vontade!

Abraços!!

Opuntia disse...

Não podemos permitir que o ontém e o hoje apaguem o brilho do amanhã.

Magnífico poema!

ana d. disse...

"That´s life, that´s all the people say, we´re good in april, shotdown in mai"

Amada Inmortal disse...

oi! eu nao falo muito portugues, gosto muito de seu blog... E quer dizer coisas de agradecimiento por suas visitas... as coisas pela vida pasam, cumprir com nos dever, viver! beijo!

Mensageiro Obscuro disse...

Eis o terror da efemeridade subindo pela espinha e alojando-se dentro da mente.